O colesterol é um tipo de gordura com funções importantes no nosso organismo, como manter a estrutura das membranas de todas as células, sendo ainda essencial para a produção de hormonas, vitamina D e outros compostos. No entanto, quando em excesso, torna-se prejudicial, levando ao aumento do risco de doenças cardiovasculares.

O colesterol pode ser produzido pelo próprio organismo, em particular o fígado, ou obtido através de alimentos de origem animal como carne, os ovos e os produtos lácteos. Circula no sangue ligado a proteínas. De entre os vários tipos, destacam-se: 

Lipoproteínas de baixa densidade (LDL) – transportam o colesterol do fígado para o resto do corpo, sendo conhecidas como o “mau” colesterol. Em excesso, podem depositar-se na parede das artérias, formando placas que reduzem o calibre dos vasos, dificultando o normal fluxo sanguíneo.

Lipoproteínas de alta densidade (HDL) – conhecidas como o “bom” colesterol, transportam o colesterol das LDL, artérias e corrente sanguínea até ao fígado.

Dicas para reduzir o colesterol

As principais recomendações alimentares para diminuir o colesterol passam por: 

  • Limitar o consumo de gorduras saturadas e trans (fritos, banha, manteiga, óleos de coco e palma);
  • Evitar produtos de charcutaria (bacon, salsicha, salame, chouriço) e vísceras;
  • Utilizar o azeite como gordura de eleição para cozinhar e temperar;
  • Preferir o consumo de carnes magras, como o frango, peru e coelho;
  • Consumir peixes gordos com a sardinha, o atum, o salmão e a cavala, no mínimo 2 vezes por semana;
  • Consumir lacticínios com baixo teor em gordura;
  • Ingerir bebidas alcoólicas com moderação; 
  • Limitar o consumo de açúcares simples e alimentos processados (bolachas, bolos, caldos, refeições pré-preparadas, refrigerantes);
  • Incluir na alimentação cereais integrais, frutos oleaginosos e sementes;
  • Ingerir diariamente hortícolas e fruta.
     

Cristiana Pinho Silva – 4657N