A obstipação intestinal, vulgarmente conhecida como prisão de ventre, é um distúrbio intestinal que pode afetar bebés, crianças e adultos e se caracteriza por:

  • Fezes muito duras
  • Muito esforço para defecar
  • Sensação de mal-estar e desconforto abdominal
  • Duas ou menos evacuações por semana

Quais as causas da prisão de ventre?

  • Dieta pobre em fibras
  • Ingestão insuficiente de líquidos
  • Estilo de vida sedentário
  • Mudança de estilo de vida ou de rotinas
  • Ansiedade ou stress
  • Efeitos secundários de alguns medicamentos
  • Ignorar a vontade de defecar

Dicas para melhorar o funcionamento intestinal

A melhor forma de prevenir a obstipação e melhorar o trânsito intestinal consiste em ter uma alimentação equilibrada e variada, com um consumo adequado de fibra e uma boa ingestão de líquidos combinado com a prática de exercício físico. Embora se possa recorrer a laxantes para tratar a obstipação, estes apenas devem ser utilizados em último recurso.

  • Fibra

A fibra é um composto de origem vegetal que não é digerido pelo nosso organismo. Contribui para o aumento do volume e fluidez das fezes, e da motilidade intestinal. Além disso, reduz a absorção de gorduras e colesterol no intestino e aumenta a saciedade. O aporte de fibras recomendado é de 25 a 30 gramas por dia.

Dos alimentos mais ricos em fibra estão incluídos:  os cereais (principalmente integrais) – aveia, cevada, centeio; as leguminosas – feijão, ervilha, grão de bico; os hortícolas e a fruta (sobretudo com casca) e as sementes como a linhaça.  

  • Líquidos

As fibras precisam de água para passar pelo trato intestinal e chegar mais rapidamente à porção final do intestino, sem obstruir a passagem. O consumo de fibras sem uma adequada quantidade de água pode causar um efeito de “rolha”. Assim:

– Comece por beber um copo de água ao acordar e vá bebendo a água ou chá/infusões durante o dia, aumentando a sua ingestão nos dias de calor ou quando realizar exercício físico;
– Os refrigerantes ou bebidas com açúcar devem ser evitados;
– A sopa é uma excelente fonte de água e de fibra e deve ser incluída nas refeições principais;

 

  • Exercício físico: aumentar a prática de exercício físico poderá ajudar a melhorar a motilidade intestinal.
  • Educar o intestino: estabelecer um horário para ir à casa de banho.
  • Café: Em alguns indivíduos o café também ajuda no funcionamento intestinal.

Cristiana Pinho Silva – 4657N