É a época festiva em que se cometem mais excessos. Ingerimos, em média, 6000 calorias – o triplo do que é suposto. Mas há estratégias a adotar para um Natal mais saudável. 

Prescindir dos doces que tanto gosta não é solução. Tradição é tradição e o Natal celebra-se só uma vez por ano. No entanto, bem sabemos que é uma altura propícia para cometer excessos atrás de excessos. Com peso e medida, é possível festejar com saúde e sem ganhar peso. 

Agora que estamos mais tempo em casa, e, consequentemente, mais parados, é ainda mais importante seguir estas dicas para poder desfrutar sem peso na consciência.

Antes do Natal

Atividade física: O Natal mais saudável requer uma compensação de maior gasto energético. Vá ao ginásio pelo menos 3 vezes por semana. Sabendo que nestes dias pode cometer alguns exageros, mantenha uma rotina de treinos. 

Lista de compras: Pode parecer simples, mas ajuda a fazer escolhas mais saudáveis e a comprar o estritamente necessário. 

Dicas para a Ceia de Natal

    • Não ir com fome para a refeição. Optar por comer uma sopa ou um pequeno lanche antes da refeição principal. A sopa promove a saciedade por um período mais longo de tempo, hidrata, é fonte de vitaminas, fibra, minerais e antioxidantes e fornece poucas calorias comparada com outras entradas da época.
    • Evitar petiscar em demasia. Tentar escolher pelo menos duas entradas que mais gosta e não repetir.
    • Moderar o consumo de bebidas alcoólicas. O seu elevado valor calórico aumenta consideravelmente a quantidade de calorias ingeridas. 1 copo de vinho tem, em média, 170 calorias.
    • Acompanhar as refeições com hortícolas e outros produtos vegetais sempre que possível. Para além de fornecerem boas quantidades de fibras, garantem um aporte adequado de vitaminas e minerais.
    • Dar atenção a preparados culinários mais simples como os estufados, cozidos a vapor ou grelhados a outros que degradam mais os nutrientes como os assados. Acima de tudo, evite fritar. Se assar, retire as partes mais escuras ou queimadas antes de servir.
    • Reduzir a adição de sal na preparação dos alimentos. Procure substituir por ervas aromáticas ou especiarias.
    • Dispor de pão fresco de qualidade, incluindo algum pão integral. O pão de qualidade fornece menos calorias, gordura e sal do que bolachas, salgados e outros aperitivos, além de ser uma boa fonte de vitaminas.
    • Evitar as frutas cristalizadas, pois são ricas em açúcar. Prefira os frutos secos, mas tenha atenção às quantidades. Os frutos oleaginosos são ricos em gorduras mono e polinsaturadas, que contribuem para a redução dos níveis de colesterol no sangue. Para além disso, estes frutos são na sua maioria ricos em vitamina E, um poderoso antioxidante, entre vários outros benefícios.
    • Adaptar as receitas tradicionais de modo a obter doces mais saudáveis. 
      • Substituir o açúcar branco por açúcar amarelo ou mascavado. Por terem um sabor mais intenso, permitem reduzir até metade da quantidade a utilizar, mantendo o sabor doce;
      • Utilize leite magro, em vez de leite meio gordo ou gordo; 
      • Reduza a quantidade de manteiga a utilizar e substitua por alternativas vegetais. 

        | Ler também » Sobremesas para um Natal sem glúten |

    • Gerir a quantidade de comida confecionada de modo a que seja adequada ao número de pessoas. Desta forma, poderá evitar as sobras ou desperdícios, mas também os excessos nos dias seguintes ao Natal.
    • Manter as refeições em horários regulares, evitando intervalos superiores a 3 horas. Estar um dia inteiro sem comer não é uma solução para poder abusar na Ceia de Natal

Depois do Natal

Atividade física: Após o almoço de Natal, faça uma caminhada ou outros exercícios para evitar ficar tanto tempo à mesa ou sentar-se imediatamente no sofá. 

Alimentação: Não faça restrições, mas procure equilibrar as refeições ao longo do dia. Beba muita água e aumente o seu gasto energético através da prática de exercício físico.

 

Celebre, conviva, desfrute e mantenha-se em forma. Cuide da sua saúde e bem-estar!
Feliz Natal!