A articulação temporomandibular (ATM) é responsável pelo movimento de mastigação e comunicação oral, sendo das mais utilizadas pelo nosso corpo ao longo do dia (cerca de 1500 a 2000 vezes).

Esta articulação compreende as ligações entre os ossos temporais do crânio e o maxilar inferior (mandíbula). 

Por ser muito utilizada diariamente, pode entrar em desgaste articular e muscular, levando a uma disfunção que afeta todas as nossas atividades do dia a dia e, consequentemente, a nossa qualidade de vida, pois precisamos de comer e falar diariamente. 

Causas da disfunção da articulação temporomandibular

Podem ser várias as causas desta disfunção: problemas de oclusão, traumatismo da mandíbula, doenças articulares (artrite), bruxismo (apertar e ranger os dentes), aumento da tensão muscular e stress emocional, tendo uma maior taxa de prevalência no sexo feminino.

Os sintomas decorrentes da disfunção da ATM podem ser:

  • Dor (cabeça, face, ouvidos e até no pescoço);
  • Limitação dos movimentos dos desvios mandibulares;
  • Fragilidade dos músculos mastigatórios e crepitações durante a abertura e fecho da mandíbula. 

A disfunção da ATM deve ser avaliada por um profissional de saúde especializado e, frequentemente, o seu tratamento envolve farmacologia, fisioterapia e utilização de goteira de relaxamento. 

Relação entre a disfunção temporomandibular e a coluna

Mas se o meu problema é na articulação temporomandibular, por que razão tenho que corrigir a  postura?
Esta é uma pergunta que frequentemente as pessoas colocam.

O corpo funciona como um todo, logo uma alteração numa articulação/estrutura leva a que ocorra uma reorganização dos restantes segmentos corporais para minimizar a dor e o desconforto sentido. 

A tensão muscular sentida na articulação temporomandibular, principalmente no músculo masseter e temporal, responsáveis pela abertura da mandíbula, conduz a dor e dificuldade na abertura e fecho da boca com consequente dificuldade em comer e falar. 

Devido a estas alterações, os restantes segmentos corporais vão tentar adaptar-se levando a alterações a nível da coluna cervical (pois a musculatura da mandíbula pertence à cadeia muscular cervical) e do pescoço, continuando ao longo do corpo até ao pé. A este nível, mais especificamente no arco plantrar, existem inúmeros receptores sensoriais (mecanorreceptores) que influenciam a posição da cabeça e o centro de gravidade do corpo. 

Como vê, o corpo funciona mesmo como um todo, refere Rute Cardoso, fisioterapeuta no HMC Sports.

A técnica de Reeducação Postural Global (RPG) tem como objetivo promover a simetria postural, diminuir a dor e a incapacidade através do alongamento dos músculos encurtados e aumento da contracção dos músculos antagonistas.

 

Bibliografia:

Ferreira, G., Barreto, R., Robinson, C., Plentz, R., Silva, M. (2016). Global Postural Reeducation for patients with musculoskeletal conditions: a systematic review of randomizes controlled trials. Brazilian journal of physical therapy. 20(3):194-205.

Saito, E. T., Akashi, P., e Sacco, I. (2009). Global Body Posture Evaluation in Patients with Temporomandibular Joint Disorder. Clinics (Sao Paulo), 35-39.

Wieckiewicz, M., Boening, K., Wiland, P., Shiaua, YY., Paradowska-Stolarz, A. (2015) Reported concepts for the treatment modalities and pain management of temporomandibular disorders. The journal of headache and pain. 16:106.

 

Rute Cardoso – Fisioterapeuta HMC Sports