Nadar ou poder desfrutar dos prazeres da água, seja na praia, na piscina ou noutro ambiente, pode ser um grande desafio para muitas pessoas. As causas desse receio podem ser diversas e assumem graus de complexidade diferentes, levando a que muitas pessoas se acomodem e interiorizem que nunca vão conseguir superar o medo da água.

O simples ato de molhar a cara, mergulhar ou tirar os pés do chão para ficar em suspensão, parecem inultrapassáveis. O medo instala-se e desfrutar das brincadeiras de verão com os filhos, netos ou amigos, viram apenas sonhos que vão sendo adiados e que não se concretizam. 

Identificou-se com este medo? A boa noticia é que existe uma solução!

Conheça agora os 6 passos que o vão ajudar a perder o medo da água:

  1. Aceitar que tem medo da água

    Um dos principais motivos que impedem que o medo seja ultrapassado é a vergonha de o expor. Pensamentos negativos como: “que figura vou fazer” ou “o que vão os outros pensar de mim”, são relativamente comuns, mas o importante é aceitar que tem esse medo. Este será um passo decisivo para começar a tomar decisões mais assertivas que conduzam à resolução do problema.

  2. Controlar a ansiedade

    Uma técnica imprescindível neste processo é respirar fundo para evitar a ansiedade e ataques de pânico. Imaginar-se a nadar tranquilamente e sem medo da água também pode ajudar nesse controlo.

  3. Praticar com um amigo

    Qualquer atividade pode tornar-se mais prazerosa se for praticada juntamente com um amigo que lhe transmita confiança.

  4. Começar numa piscina onde tenha pé

    Para sentir segurança, comece por molhar as pernas e relaxar. Depois, mergulhe o corpo: a dica é descer degrau a degrau para que, ao sentir-se mais confiante, consiga mergulhar o rosto.

  5. Acreditar que é capaz

    Se os outros conseguem, você também vai conseguir. Afinal, ninguém nasce com medo da água, certo? Da mesma forma que o medo é adquirido, também é possível perdê-lo.

  6. Procurar a ajuda de um profissional

    Ao não conseguir ultrapassar os seus medos sem acompanhamento, a solução é procurar a ajuda de um profissional numa Escola de Natação. Este domina as técnicas e métodos adequados para ultrapassar o medo da água de forma eficaz. Neste caso, antes de integrar alguma turma, aconselhamos a realização de algumas aulas individuais e personalizadas para que a aprendizagem seja mais agradável e focada no objetivo.